Maceió, 26 de Março de 2019
Destaques / Registradores Civis apresentam sua demanda ao Corregedor-Geral de Justiça
Registradores Civis apresentam sua demanda ao Corregedor-Geral de Justiça
Compartilhe

A sede da Associação dos Registradores de Pessoais Naturais de Alagoas (Arpen-AL) recebeu na manhã desta quarta-feira (30) o corregedor-geral de Justiça, Des. Fernando Tourinho. Junto com a juíza auxiliar, Dra. Lourena Carla, o presidente da associação, Cleomadson Abreu, e os demais representantes da categoria puderam conversar e relatar as suas demandas.

Cleomadson Abreu estava alegre com a visita do corregedor. “Colocamos todas as demandas pertinentes à nossa classe; ele nos ouviu e prometeu que vai fazer o melhor possível, de acordo com nossos argumentos. Estamos muito felizes e satisfeitos com essa deferência do desembargador Fernando Tourinho em vir à nossa associação para dialogar”, disse.

Entre as demandas estão a emissão de carteiras de identidades pelos Cartórios de Registro Civil, que já ocorre no Rio de Janeiro, e da parceria com o Detran que já é realidade no Rio Grande do Sul, feita pelos registradores civis.

“Convidei o corregedor para irmos até esses estados e começar um projeto piloto em Alagoas”, completou.

Já o Desembargador pediu aos cartórios que focassem em melhorar o atendimento ao público e sugeriu que a Arpen Alagoas criasse uma ouvidoria para a demanda dos cidadãos.

“O pessoal demonstrou muita disposição de querer ajudar, de melhorar os serviços. O magistrado está indo ao encontro das pessoas e das pessoas com quem ele trabalha. Nosso objetivo maior é tentar sensibilizar, contagiar a todos que fazem o aparato da Justiça alagoana, para que juntos possamos oferecer o melhor serviço”, disse Tourinho.

Ele também destacou que o objetivo é digitalizar todos os processos judiciários e padronizar os serviços. “Existem cartórios no interior que não tem internet, já nas comarcas sim. Podemos fazer essa parceria”, completou.

O desembargador também pretende firma parceria e ofertar cursos de capacitação pela Escola Superior da Magistratura de Alagoas (Esmal) e uma atenção maior às demandas de unidades carentes do Estado.

Selo Digital

Os de Registro Civil contarão com o Selo Digital, uma ferramenta inovadora, aperfeiçoada pelo Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL), que tem o objetivo de autenticar atos das serventias extrajudiciais. Inicialmente, o projeto-piloto será implantado em três unidades cartorárias de Maceió, sendo um cartório de registro de notas, outro de registro de imóveis e um terceiro, de registro de pessoas naturais.

A intenção é conhecer as dificuldades da categoria, para, então, traçar metas que facilitem o trabalho dos servidores dos cartórios, com padronização dos procedimentos e treinamento sobre a ferramenta. A tecnologia será oferecida pela Diretoria Adjunta de Tecnologia da Informação (Diati).
 

Por: Arpen Alagoas

Parceiros